Cascavel

“A decisão correta é parar a cidade”, diz Edson Souza sobre avanço da covid-19

Edson Souza destacou que já está havendo escolha de quem será priorizado no atendim...

23 fev 21 - 19h09 Redação NPR Online
“A decisão correta é parar a cidade”, diz Edson Souza sobre avanço da covid-19

Na sessão desta terça-feira (23), o vereador Edson Souza (MDB), fez uso do grande expediente para falar sobre o avanço da pandemia em Cascavel e na Macrorregião Oeste. O dia foi marcado por lotação beirando a capacidade máxima no sistema de saúde de Cascavel e região, frente ao avanço de novos casos de covid-19.

Edson Souza destacou que já está havendo escolha de quem será priorizado no atendimento, diante do grande número da procura às unidades de saúde. “O jeito de resolver é parar a cidade, não dá mais, precisamos tomar essa definição como agentes políticos, temos que tomar a decisão correta, não porque a gente quer, porque é preciso, e a decisão correta é parar”, enfatiza o vereador.

Durante a sua fala, ele destacou que a situação dos profissionais de saúde encontra-se no limite, devido a carga de trabalho e a pressão sofrida frente ao número elevado da demanda. “Hoje em visita a uma UPA, uma assistente social quase desmaiou na minha frente, porque tem feito vários plantões seguidos, em função de sua colega encontrar-se afastada por conta de ter se contaminado com a covid-19. Se não dermos um freio, teremos mais profissionais se afastando”, alerta o parlamentar.

Segundo Edson Souza, ainda que se disponibilize mais dez ou quinze leitos, em pouco tempo estes estarão ocupados, porque nesse momento a tarefa de barrar e segurar a transmissão do vírus é de todos. Porém, nota-se que a sociedade no geral tem agido com descaso e ignorando as consequências, infelizmente, normalizando a perda de tantas vidas em Cascavel.

O vereador aproveitou para comentar sobre a indicação feita para que a Secretaria de Educação reveja a decisão de retomar a volta às aulas presenciais na rede municipal. “Apesar das crianças não estarem no grupo de risco, haverá aglomeração e os profissionais da educação e familiares podem ficar expostos, aumentando a possibilidade de contaminação. Além disso, estudos preliminares mostram que a nova variante tem se mostrado mais transmissível atingindo grupos mais jovens, inclusive crianças”, salientou Edson Souza.

Ele enfatizou ainda que há uma desorganização por parte do Governo Federal e o Ministério da Saúde, situação que fica evidente com o baixo número de vacinas aplicadas em todo o Brasil e, mais ainda com a paralisação da campanha de vacinação por falta de insumo.

Por fim, faz um apelo para que tanto a Prefeitura de Cascavel, como o Governo do Estado do Paraná endureçam as medidas de enfrentamentos a covid-19, para que se preserve vidas uma vez que a vacinação ainda é deficitária e a melhor forma de aliviar o sistema de saúde nesse momento é forçando a restrição da circulação de pessoas na cidade. Ressalta que “nesse momento, é necessário que a Prefeitura, Governo do Estado e também a Câmara de Vereadores estejam em sintonia e trabalhando junto para enfrentar esse duro momento”.

Via: Assessoria de Imprensa/CMC- Foto: Flavio Ulsenheimer


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.