Cascavel

Professora Liliam questiona Executivo sobre cortes na remuneração de servidores

O comunicado anunciando os cortes foi feito pela secretaria de Planejamento e Gestã...

15 jan 21 - 15h29 Redação NPR Online
Professora Liliam questiona Executivo sobre cortes na remuneração de servidores

A vereadora Professora Liliam (PT) enviou nesta sexta-feira (15) ofício ao Prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) pedindo esclarecimentos sobre cortes na remuneração de servidores municipais. O comunicado anunciando os cortes foi feito pela secretaria de Planejamento e Gestão no início desta semana, e se refere às gratificações de função e de exclusividade que alguns servidores recebem mensalmente. 

Devido à falta de diálogo prévio com os trabalhadores, o comunicado do Executivo gerou muitas dúvidas e insegurança entre a categoria. "É lamentável o fato de que sempre quem paga a conta da crise são os trabalhadores. E é também questionável a necessidade de cortes na remuneração do funcionalismo numa cidade em que - durante toda a campanha eleitoral - não havia problemas", indaga a vereadora. Segundo Professora Liliam, servidores dizem que não estão transparentes as novas regras para a continuidade ou não da concessão do benefício, mesmo assim os cortes já estão ocorrendo. 

Uma servidora, que prefere não se identificar, diz que já foi informada que sofrerá o corte em mais de 50% na gratificação por função que recebe, já que ocupa um cargo de coordenação. "O fato é que nós vamos trabalhar a mais sem receber. Isso é uma grande injustiça. Somos nós funcionários públicos que damos vida à estrutura do município que atende a população de Cascavel".

Para a professora Gilsiane Quelin Peiter, da direção do Siprovel (Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel), embora professores da rede pública municipal da cidade tenham garantidas as gratificações no Plano de Cargos Carreira e Salários, há dúvidas e incertezas sobre como isso vai se dar na prática. "Esse anúncio está gerando angústia entre muitos trabalhadores que contam com a gratificação no planejamento familiar". Segundo ela,  até agora a Secretaria de Educação não se pronunciou sobre o assunto com a sua base. 

A vereadora Professora Liliam diz que vai aguardar uma resposta da Prefeitura. "Abrimos um canal de diálogo e esperamos mais esclarecimentos do Executivo para contribuirmos nessa questão", afirmou.

Via: Assessoria de Imprensa/CMC- Foto: Flavio Ulsenheimer


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.