Paraná

Porcos-do-mato mantidos em cativeiro ilegal são resgatados em São Miguel do Iguaçu

A equipe policial chegou no local através de uma denúncia anônima, e após vistoriar...

12 jan 21 - 23h33 Redação NPR Online
Porcos-do-mato mantidos em cativeiro ilegal são resgatados em São Miguel do Iguaçu

Nesta terça-feira (12), a Polícia Ambiental do Paraná apreendeu animais silvestres que eram mantidos em cativeiro numa propriedade na Linha Marfim, em São Miguel do Iguaçu-PR.

A equipe policial chegou no local através de uma denúncia anônima, e após vistoriar um chiqueiro foram encontrados em cativeiro 02 porcos nativos (pecari tajacu), comumente conhecido por cateto, animais estes que se encontram classificados como vulneráveis na lista de espécies ameaçadas de extinção, conforme decreto 7264/2010 do Estado do Paraná. Esses animais desempenham um papel fundamental na dispersão de sementes, na fertilização do solo e na renovação da floresta. Os policiais ambientais fizeram a soltura dos animais silvestres no Parque Nacional do Iguaçu.

Além dos animais silvestres, também foram apreendidos 02 espingardas (calibre .22 e .36), 103 munições calibre .22 e vários materiais de recarga, sendo 02  potes de chumbos variados, 05 tubos de chumbo de tamanhos diversos, 05 tubos de pólvora, 103 espoletas, 20 cartuchos vazios calibre .36, e dois cartuchos recarregados calibre .36.

Os materiais apreendidos e o infrator foram encaminhados para a Delegacia de São Miguel do Iguaçu, e a multa ambiental será de R$ 10.000,00.

Lembramos que todos os dias a Polícia Ambiental do Paraná realiza o seu trabalho de preservação e cuidado com a natureza. Ainda assim, reforçamos a importância do apoio no combate aos crimes ambientais! Contamos com a sua parceria, denuncie no 181!

Via: Assessoria Polícia Militar - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.