Cascavel

Prefeitura atende pedido de pais e Clínica Escola para Autistas vira realidade

Espaço vai atendê-los em duas frentes: nas questões educacionais e no atendimento c...

02 abr 20 - 22h33 Redação NPR Online
Prefeitura atende pedido de pais e Clínica Escola para Autistas vira realidade

“É a realização de um sonho. Para nós, pais, está sendo uma emoção extraordinária. Não tem como medir a quantidade da felicidade que estamos sentindo nesse momento, pois mostra que a Prefeitura de Cascavel está preocupada com seus cidadãos e especialmente os autistas. Eles [os autistas] se tornaram cidadãos relevantes para o Município”. O depoimento emocionado é do Marcos Paulo dos Santos, presidente do Caut (Centro de Apoio e Defesa dos Direitos dos Autistas de Cascavel) e pai do Victor, de 13 anos, que é um menino com o transtorno do espectro autista.  

A emoção dele é justificada, uma vez que finalmente Cascavel terá um espaço público para atender aos autistas da cidade, que já nasce com a missão de se tornar referência. Nesta quinta-feira (2), o prefeito Leonaldo Paranhos apresentou a Clínica Escola para Autistas, um espaço que vai atendê-los em duas frentes: nas questões educacionais e também no atendimento clínico-terapêutico.

“A clínica surgiu por conta da constatação do crescimento de crianças, jovens e adultos com autismo no Município. Nós rapidamente assumimos esse compromisso, colocamos no orçamento de 2020 e estamos oficialmente entregando a clínica. Terão profissionais de educação e saúde, não só cuidando dos atendidos, mas também das famílias”, pontuou o chefe do Executivo municipal, que lembrou que hoje é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.    

O espaço fica no prédio da antiga Famipar, que foi totalmente estruturado para receber inicialmente 50 crianças matriculadas na rede pública de ensino. O Município está locando o prédio por um valor 20% abaixo do mercado, em razão da benevolência da Igreja Católica, na figura de Dom Mauro Aparecido dos Santos. “O prefeito Paranhos mostrou protagonismo na defesa da causa dos autistas. Não arrumou desculpas”, observa.

A escola deverá começar a receber os alunos após a pandemia do covid-19 ser superada. Os móveis e toda estrutura de profissionais será fruto de investimento do Município. “O serviço será conjunto entre educação e saúde. Ao mesmo tempo em que a educação vai trabalhar a questão da adaptação curricular, a saúde vai entrar com todos os trabalhos terapêuticos, na parte de fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicologia, médicos, psiquiatras e nutricionistas”, detalha a secretária de Educação, Márcia Baldini.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.