Paraná

Golpe do boleto falso faz vítimas; veja como se prevenir

Criminosos trocam o código de barras e consumidor realiza pagamento para fraudador...

21 jul 20 - 09h36 Luiz Felipe Max
Golpe do boleto falso faz vítimas; veja como se prevenir

Criminosos trocam o código de barras e consumidor realiza pagamento para fraudador em vez de efetuar débito para prestadora de serviço

Além de todos os golpes no auxílio emergencial  e outras armadilhas no período da pandemia de Covid-19, criminosos estão aplicando fraudes através de boletos enviados por e-mail. Como na pandemia as faturas de serviços têm sido enviadas pela internet, golpistas aproveitam para encaminhar uma cópia de via parecida com a da empresa que a pessoa tem conta. Mas, é importante se atentar aos detalhes para não cair no golpe.

Uma das clientes que caiu no golpe, Martha Oliveira, recebeu e-mail que supostamente seria da operadora de TV NET. Apesar do boleto estar com o nome da empresa, no comprovante de pagamento o beneficiário constava outro nome. Na fatura o código de barras que deveria iniciar com 846 começou com 237.

Como ela percebeu no mesmo dia, ela conseguiu sustar o pagamento junto ao banco e antes do fechamento do mesmo."Liguei para central da NET e eles ficaram de checar e consegui contato com o banco o quanto antes", diz ela.

Com o uso mais intenso dos meios digitais, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) afirmou que tem feito um esforço grande para combater os golpes. Durante o período de quarentena, as instituições financeiras chegaram a registrar aumento de até 70% nas tentativas de golpes virtuais.

"Os bancos investem cerca de R$ 2 bilhões por ano em sistema de tecnologia voltados à segurança da informação, que inclui o desenvolvimento de ferramentas para evitar tentativas de fraudes e garantir confidencialidade dos dados de seus clientes, além de promover campanhas de esclarecimentos à população", informa em nota.

Porém, eles reforçam a importância de manter uma postura vigilante para evitar cair em um desses golpes.

“Desconsiderar qualquer informação que não esteja nos canais oficiais dos governos e empresas é um bom caminho. Em caso de dúvida sobre a veracidade de uma mensagem ou conteúdo, interrompa a operação e entre em contato com o SAC do prestador do serviço ou vendedor do produto para confirmar se aquilo é real”, afirmam.

Além disso, eles orientam não clicar em links enviados por e-mail, manter antivírus e sistema operacional do computador atualizados e em caso de suspeita de qualquer comprometimento da segurança, alterar as senhas imediatamente.

Procurada pelo O Dia, a Net/Claro afirmou que trabalha constantemente para identificar fraudes e proteger seus clientes e orienta para que fiquem atentos a alguns detalhes de segurança: o domínio oficial da fatura digital por e-mail é faturadigital@minhaclaro.com.br, a fatura enviada por e-mail é protegida por senha, para maior segurança do cliente.

A área de atendimento não entra em contato com clientes, nem por telefone nem por e-mail, solicitando dados de cartão de crédito. É preciso sempre conferir o nome do destinatário antes de finalizar qualquer pagamento.

Via: Redação/Sindicato dos Bancários de Cascavel e Região - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.