Cascavel

Novo decreto, transporte coletivo passa a rodar sem restrições de público a partir desta quinta (2)

Horários também foram estendidos das 06h às 09h; das 12 às 14h e das 17h às 20h...

01 jul 20 - 22h11 Atualizado 01 jul 20 - 22h12 Redação NPR Online
Novo decreto, transporte coletivo passa a rodar sem restrições de público a partir desta quinta (2)

Com a publicação do Decreto Estadual nº 4.951/2020 hoje (1), que alterou a redação do artigo 2 do Decreto nº 4.942/2020 publicado ontem (30), a Cettrans/Transitar informa que a partir desta quinta-feira (2) o transporte coletivo urbano de Cascavel circulará com algumas mudanças, sem restrições de público e por mais tempo dentro dos horários de pico, agora das 06h às 09h; das 12h às 14h e das 17h às 20h.

Com as novas alterações em relação à lotação, os ônibus poderão circular em Cascavel com até 60% da capacidade. Continuam em vigor todas as medidas sanitárias, conforme as recomendações do COE, para evitar a propagação do coronavírus, como o uso obrigatório de máscara facial e o distanciamento social. 

Quanto aos cartões de isenção, permanece liberada a passagem gratuita apenas para pessoas com deficiência. Cartão isento para idosos e a opção meio passe continuam bloqueados.

A Divisão de Transporte da Cetrans/Transitar vem trabalhando para adequar as tabelas de horários e itinerários conforme às novas determinações e de acordo com a demanda. Os passageiros podem consultar a tabela o site da Cettrans.

Ouvidoria Transporte

A Cettrans/Transitar mantém um canal exclusivo de ouvidoria para o transporte coletivo, que pode ser utilizado exclusivamente pelo WhatsAPP, em horário comercial, pelo número (45) 99984-7201.

Via: Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.