Cascavel

Tragédia em dobro: Kennedy Souza, vítima que morreu na BR-369 era primo de Amanda Amorim

As equipes de socorro foram mobilizadas, mas apenas puderam constatar o óbito...

14 jun 20 - 19h32 Atualizado 14 jun 20 - 19h58 Luiz Felipe Max
Tragédia em dobro: Kennedy Souza, vítima que morreu na BR-369 era primo de Amanda Amorim

Kennedy Souza, uma das vítimas do grave acidente registrado na BR-369, na tarde desse domingo (14), no trecho entre Cascavel e Corbélia. Era primo de Amanda Amorim, a jovem que foi atropelada e acabou não resistindo e morrendo, o fato aconteceu na madrugada da última sexta-feira (12).


Com apenas dois dias após a morte de Amanda os familiares agora tem outra perda.


Acidente:


Segundo a PRF, o veículo que Kennedy e seu amigo identificado como Renan Jonathan, era um Aircross, eles teriam perdido o controle da direção do automóvel na famosa cursa do ‘S’ entre Cascavel e Corbélia.


As equipes de socorro foram mobilizadas, mas apenas puderam constatar o óbito. As duas vítimas acabaram ficando encarcerada, o carro onde a dupla estava ficou completamente destruído. 


De acordo com as informações, ambos retornavam para Cascavel quando houve o acidente. O carro acabou saindo da pista, capotou e atingiu uma árvore.


A possibilidade de um outro veículo ter se envolvido no acidente, está sendo apurada pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).


O IML de Cascavel foi mobilizada e fez o recolhimento dos copos de Kennedy e Renan, eles passaram por exame de necropsia, e na sequência os corpos serão liberados aos familiares, para realização dos atos fúnebres.


Amanda Amorim acidente:


A jovem de 19 anos morreu na madrugada de sexta-feira (12) a tragédia ocorreu no cruzamento das ruas Marechal Cândido Rondon e Caxias do Sul, na região Bairro Canadá.


Amanda estava em uma motocicleta junta com a amiga Erica, momento em que as duas foram surpreendidas por um automóvel Kadet, ocupado por dois indivíduos.


De acordo com as investigações, os dois teriam confundido as vítimas com uma pessoa que supostamente eles teriam uma desavença.

Com a força do impacto, Amanda e Erica caíram no chão e foram atropeladas, pelo automóvel. Amanda ficou presa em baixo do carro, ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 


A retirada do corpo de Amanda foi complicada, foi necessário o apoio do guincho para remoção do veículo, para que o IML, conseguisse realizar o recolhimento.

 

Já Érica Cristina de Oliveira, de 20 anos, foi socorrida pela equipe do Siate, ela sofreu diversas contusões e escoriações pelo corpo e precisou ser levada ao hospital.


Os ocupantes do Kadett fugiram sem prestar socorro e são procurados pelas autoridades policiais.


Os dois rapazes que estavam no automóvel, já foram identificados pelos investigadores da Delegacia de Homicídios, porém eles ainda não foram localizados.


O automóvel foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.


Manifestação


Durante a tarde e ontem (13), familiares e amigos da jovem realizaram uma mobilização para tentar chamar a atenção da população sobre o fato.


Com muitas dores no coração, as pessoas que admiravam e respeitavam Amanda realizaram a carreata da Praça da Bíblia até a Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Cascavel.


O grupo acabou interditando uma das faixas da Avenida Brasil, onde uma corrente de oração foi realizada, em frente a Catedral.


'Justiça' essa é a frase que estava nas faixas de amigos e familiares de Amanda.

Redação: Via/Viamar Henrique Mondadori - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.