Cascavel

Cascavel estreia na Liga Nacional de Handebol nesta terça (15)

A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) adotou o formato de “bolha” para recru...

14 dez 20 - 10h14 Atualizado 14 dez 20 - 10h15 Redação NPR Online
Cascavel estreia na Liga Nacional de Handebol nesta terça (15)

O sonho se tornou realidade: o ACH/Lanali/02 Saúde/Cascavel estreia nesta terça (15), contra Londrina (PR), às 18h00, na Liga Nacional de Handebol, como equipe e como município, já que é a primeira vez que a cidade terá um representante masculino na principal competição da modalidade brasileira. A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) adotou o formato de “bolha” para recrutar os profissionais em Arujá (SP), seguindo regras estritas e protocolos rígidos de controle da Covid-19. As partidas serão realizadas na Instituição Religiosa Perfect Liberty.

Para a competição, foram contratados dois atletas: meia-esquerda Danilo Vasques, de 27 anos, que estava na AD Sanjoanense (POR), e o pivô André Toko, de 36 anos, multicampeão por Taubaté (SP). Além deles, para a temporada de 2020, já haviam sido contratados outros dois atletas: meia-direita Grilo e o central Breno. [Clique aqui e conheça o nosso elenco] Com a não realização do Campeonato Paranaense da Chave Ouro, a equipe Aurinegra havia entrado em quadra apenas no início de março, na conquista do tetracampeonato da Paraná Handebol Cup, em Cascavel (PR), competição que abre o calendário da modalidade no estado.

Gestor do projeto e capitão da equipe, Marcelo ‘Cebola’ Rizzotto, aos 40 anos, vive uma expectativa ainda maior, já que também fará a sua estreia na Liga Nacional. Atleta desde 1988, ele afirma se sentir realizado ao ‘fechar esse ciclo’ dentro do handebol: “Eu não poderia parar com o handebol sem jogar uma Liga Nacional. E esse ano, com as eleições para o Colégio Eleitoral da CBHb, onde eu fui o mais votado, estar lá, com pessoas que votaram em você, então tem um sentimento muito especial para mim. Nós estamos indo para fazer um bom papel. O importante é estarmos lá e mostrarmos que o handebol de Cascavel pode muito bem representar o Paraná”.

Indo para a sua quarta disputa de Liga Nacional, o técnico Danilo Vaz destaca o equilíbrio do grupo de Cascavel, mas se diz muito satisfeito com o elenco que tem a disposição e afirma que o desejo é colocar a equipe entre as quatro primeiras colocadas: “Os diretores do clube me passaram 20 atletas de altíssimo nível e agora o nosso papel é tentar encaixar todas essas peças. É um grupo muito forte e eu confio muito no trabalho deles. Nós estamos no grupo que nós gostaríamos de ter caído, porém nós podemos ficar em primeiro como nós podemos ficar em último, porque é muito equilibrado. Eu quero tentar chegar numa semifinal, pelo menos”.

Como destaque, cinco atletas farão a sua estreia na Liga Nacional de Handebol: os goleiros Flávio, Matheus e Eduardo, o base Cebola e o ponta-esquerda Gui. Os outros atletas já participaram de pelo menos uma edição: Paulinho (1); Ítalo e Pedrinho (2); Ceará, Danilo, Grilo, Jackson e Plinio (3); Breno e Elizeu (4); Jair (8); Carlito (9); Toko (10); Cuba (12); e Cyborg (14).

Via: Assessoria Cascavel Handebol - Foto: Divulgação


Whatsapp NPR Online - Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso WhatsApp que a nossa equipe irá atender você, ou entre em nosso grupo do WhatsApp e recebe as principais notícias em primeira mão: https://bit.ly/39HAJmd


Postagens Relacionadas
Publicar um comentário:
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.